Os sinólogos definem TAO como o Absoluto, o Infinito, a Essência, a Suprema Realidade, a Divindade, a Inteligência Cósmica, o Insondável, O Sol e a Lua.

A palavra TAO é comumente traduzida como caminho, o caminhante e o ato de caminhar. Filosoficamente pode ser interpretado com o Absoluto. Mas, seu significado vai muito além dessa palavra.

O TAO é o vazio inesgotável.

É a fonte do profundo silêncio.

A Bipolaridade complementar do Cosmos, que permeia toda a filosofia de Lao-Tse é maravilhosamente simbolizada pelo antiqüíssimo diagrama chinês chamadoTEI-GI. Este símbolo nos diz que os dois elementos opostos formam uma unidade e que as coisas contrastantes se complementam. Um se transforma no outro nos extremos. Representam as Leis Universais de trocas mais importantes. Os pontos no centro destes dois elementos indicam que parte de cada elemento está no outro. O elemento de cor escura chama-se YIN e a de cor clara é o YANG.

O mundo vive nesta constante troca. Nei Jing se refere a estas duas forças duais como YIN E YANG, os dois elementos primários que interatuam como opostos que se complementam.

No símbolo do TAO, e representado pelo YIN e YAN, princípios fundamentais de toda a Acupuntura. Você pode observar que as duas figuras geométricas que representam o Yin e o Yang no interior do grande círculo são estritamente idênticas. Mas cada uma delas permite, além disso, a inclusão da outra, sob a forma de uma pequena pastilha.

O conceito chinês de Yin e Yang representa a idéia d e que o mundo é um todo e que esse todo é o resultado da união contraditória de dois princípios, o Yin (de natureza negativa, quietude) e o Yang (de natureza positiva ação).

Lembre-se do símbolo do TAO e do pequeno círculo no grande conjunto, que está ai para relembrar que um não pode existir sem o outro.

YIN e YANG estão contidos em TAO, o princípio básico de todo o Universo. Criaram toda a matéria e as suas transmutações. O TAO é o começo e o fim, vida e morte e é encontrado nos Templos dos Deuses. “Se você deseja curar a moléstia deve procurar a sua causa básica”. (NEI JING, Capítulo 5)

O TAO nos diz:

Viver em harmonia é seguir o TAO.

                  Seguir o TAO é iluminação.

                  O esforço excessivo conduz à exaustão.

                  A luta competitiva é contrária ao TAO.

Tudo o que violar o TAO não durará.”

(TAO 55)

Como alvo da existência, é o Caminho do Céu, da Terra, do Homem. Não-ser é a fonte do ser. Não tem consciência da ação, não tem propósito, não busca prêmio ou recompensa – mas prepara todas as coisas para a perfeição. O TAOé como a Água, abre seu caminho com brandura. O TAO é o caminho para a fonte da vida, O Wu Chi, a energia informe e indiferenciada (vazio ou nada primordial) que permeia toda a criação.

Na China, homens e mulheres, desde eras remotas, estudam a harmonia essencial entre os seres humanos e a Natureza. Eles se denominam “Taoístas”. Os Taoístas se consideram como organismos vivos dentro de um organismo vivo maior, a Natureza, que por sua vez se encontra dentro de um organismo vivo maior, o Universo.

Surgiu por volta do século IV a.C. como uma tradição filosófica eclética para a autocura e como sistema de orientação para avançar na evolução espiritual, fundamentando-se nos ensinamentos de LAO-TSE (velho mestre) legados através do seu livro “TAO TE KING”. Esta filosofia ensina a viver em harmonia com as Leis da Natureza e a dirigir a atenção para o interior, para a saúde, a felicidade, a alegria, a harmonia e a paz.

“Grandes realizações são possíveis quando se dá importância aos pequenos começos”. LAO-TSE

“A libertação do desejo conduz a PAZ INTERIOR”. LAO-TSE

“A alma não tem segredo que o comportamente não revele”. LAO-TSEA bondade em palavras cria confiança; a bondade em pensamento cria profundidade; a bondade em dádiva cria amor.

Categorias: Artigos